VACINAS E PACIENTES REUMATOLÓGICOS

As vacinas são aliadas na prevenção de doenças infecciosas por vírus e bactérias em 90 a 100% dos casos.

  • O ideal é que toda a população tenha o cartão de vacinas em dia, conforme o calendário do Programa Nacional de Imunização
  • As vacinas atuam estimulando o sistema imunológico a produzir anticorpos contra as doenças.
  • As vacinas podem ser VIVAS ATENUADAS ou INATIVADAS.
    • As Vacinas VIVAS ATENUADAS usam o próprio agente infeccioso “enfraquecido” para expor ao sistema imunológico e simular uma doença. Por isso, em alguns casos pode até causar sintomas, mas que serão brandos e rápidos nas pessoas que têm o sistema imunológico competente.
    • As vacinas ATENUADAS usam o agente morto ou fragmentos dele. Por isso nem chegam a imitar a doença, mas, mesmo assim é capaz de provocar o sistema imunológico a produzir anticorpos.
  • O paciente reumatológico:
    • Pode e deve receber as vacinas inativadas
    • Pode e deve receber as vacinas atenuadas ANTES de iniciar tratamento com imunossupressores e/ou imunobiológico
    • Se já está em uso de IMUNOSSUPRESSORES e/ou IMUNOBIOLÓGICOS:
      • Pode e deve receber as vacinas inativadas.
      • Vacinas vivas atenuadas estão contraindicadas. Se for necessário vacinar, o médico deverá avaliar parâmetros clínicos e risco epidemiológico para tomada de decisão para a recomendação dessas vacinas.
    • Se está em uso de imunossupressor e/ou imunobiológico e contrair uma infeção:
      • A medicação deverá ser suspensa para tratar a infecção
      • Deverá ser vacinado no intervalo entre a interrupção e o reinício da medicação. Esse intervalo é de no mínimo 15 dias, mas varia de acordo com a medicação que o paciente está em uso.

Exemplo de VACINAS INATIVADAS: Influenza (H1N1), Difteria e Tétano (dTpa)

Exemplo de VACINAS VIVAS ATENUADAS: BCG, Rotavírus, Pólio oral, Febre Amarela, Sarampo, Caxumba, Rubéola, Varicela, Herpes zoster e Hepatite B

Deixe um comentário